publicidade

Após incêndio, Procon Móvel emite documentos a moradores da Portelinha

Neste sábado (6), o Procon Móvel levou serviços de cidadania ao Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) da Liberdade, no bairro da Fé em Deus, onde atendeu os moradores da Portelinha, que perderam todos os documentos durante um incêndio na comunidade. Na sexta-feira (5), a ação esteve também no Conjunto Habitar Edinho Lobão, em
Redação
08 jan 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

No dia 30 de dezembro, um incêndio foi provocado por um curto circuito em uma das moradias na comunidade da Portelinha.

Neste sábado (6), o Procon Móvel levou serviços de cidadania ao Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) da Liberdade, no bairro da Fé em Deus, onde atendeu os moradores da Portelinha, que perderam todos os documentos durante um incêndio na comunidade. Na sexta-feira (5), a ação esteve também no Conjunto Habitar Edinho Lobão, em São José de Ribamar, e no bairro Recanto da Paz, em Paço do Lumiar.

Na Portelinha, 586 cidadãos emitiram documentos, além de receberem cestas com alimentos e consultas, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas) e a Cruz Vermelha. Ao todo, foram 1.536 atendimentos durante os dois dias de atividades.

“A comunidade da Portelinha sofreu um grande incêndio, muitos cidadãos perderam a documentação, instrumento básico de cidadania. Por isso, em parceria com a Semcas e a Cruz Vermelha, estamos disponibilizando toda a assistência que essas pessoas precisam”, disse o presidente do Procon/MA e do VIVA, Duarte Júnior.

Para a secretária municipal de Assistência Social, Andreia Lauandi, a ação é importante para auxiliar as pessoas que perderam tudo no incêndio. “A assistência institucional e apoio às necessidades imediatas estão sendo disponibilizadas, assim que tomamos conhecimento do ocorrido e essa parceria com o Procon contribui ainda mais”, enfatizou.

“Temos reunido nossos esforços para prestar o melhor atendimento às famílias que passam por esse momento difícil. A articulação da Semcas com o Viva Cidadão é essencial para que as famílias possam ter acesso aos benefícios sociais como o aluguel social, pois só de posse dos documentos elas podem ser contemplados”, completou a secretária.

O autônomo Raimundo Nonato, de 42 anos, morador da Portelinha que emitiu o RG, agradeceu pela iniciativa. “Fiquei satisfeito com o atendimento, precisava de um novo documento”, relatou.

A comunidade
No dia 30 de dezembro, um incêndio foi provocado por um curto circuito em uma das moradias na comunidade da Portelinha. Em pouco tempo o fogo se alastrou devido às construções serem de madeira, erguidos sobre uma área de maré. A destruição foi total. As famílias não tiveram tempo de salvar absolutamente nada.

A Prefeitura de São Luís, por meio da Semcas, está prestando assistência às famílias afetadas pelo sinistro desde o dia do ocorrido. Inicialmente o atendimento se concentrou em atender as necessidades emergenciais como a distribuição de redes e água e identificação das vítimas do sinistro.

Em seguida a secretaria deu orientações das necessidades para emissão da segunda via dos documentos perdidos no incêndio pelas pessoas afetadas, o que vem sendo realizado em parceria com o Governo do Estado, por meio do VIVA/Procon.

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM