Diá pede inteligência ao grupo, e destaca qualidades do Fortaleza

Visando o confronto válido pela semifinal ante ao Fortaleza, o Sampaio intensifica a preparação do elenco, e o técnico Francisco Diá não esconde o principal foco do time na competição, após o acesso: o título. Segundo Diá isso tem sido uma vontade que ele tem estendido no percurso de sua carreira, que já teve grandes
Redação
28 set 2017
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

Diá tem iniciado montagem do time para enfrentar o Fortaleza (Foto: Sampaio / Divulgação)

Visando o confronto válido pela semifinal ante ao Fortaleza, o Sampaio intensifica a preparação do elenco, e o técnico Francisco Diá não esconde o principal foco do time na competição, após o acesso: o título.

Segundo Diá isso tem sido uma vontade que ele tem estendido no percurso de sua carreira, que já teve grandes conquistas, mas nunca chegou a uma estrela nacional.

 

-“Eu tenho certeza que aquele que trabalhar mais até com emocional dos jogadores, pois quando se tem o acesso, alguns podem esquecer até a conquista do título. Então tem a brincadeira normal de comemoração, mas queremos algo. Eu comandei duas equipes que bateram na trave duas vezes. Consegui ser vice-campeão brasileiro (Icasa – Série C 2012), recentemente fui vice do Nordeste (Campinense – 2016) e estou em busca desse título. É uma busca pessoal e quero contar com este grupo”, afirmou.

 

Planejando o duelo contra o Fortaleza, Diá mostra que já fez a lição de casa e tem anotações em dia sobre o rival. O treinador destaca o setor ofensivo do Leão.

“O Fortaleza não chegou ao acesso por acaso. A chegada do Zago melhorou muito o time. Ele não joga no tradicional 4-1-4-1. O Zago já joga com uma espécie de um losango no meio-campo. Um jogador de beirada muito rápido, que é o Hiago. O Everton flutua. Hora é atacante pelos lados do campo com a perna invertida, outra hora faz papel de meia fazendo o 4-4-2 sem essa posse de bola. Explorando o Hiago e o Lúcio Flávio que faz o papel de pivô. As vezes saindo da marcação dos zagueiros e deixando um 4-6-0 sem a bola. São variações, que vamos ter que analisar qual a melhor estratégia para tentar neutralizar essa forte equipe do Fortaleza, mesmo jogando no Castelão “, analisou.

 

Na programação de treinamentos para o duelo contra o Fortaleza todas as atividades serão realizadas no CT do clube, a exceção será o treinamento desta quinta-feira que acontecerá no Castelão.

 

O Tricolor deixará São Luís no fim da tarde deste domingo. A partida de ida da semifinal do Brasileiro da Série C, contra o Fortaleza, será realizada nesta segunda-feira, às 20h45, na Arena Castelão, no Ceará.

 

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM