teste
publicidade

Mais de R$ 180 milhões em obras de infraestrutura na Grande Ilha

Com investimentos contínuos na infraestrutura da Grande Ilha, o governo Flávio Dino tem melhorias significativas em São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar. São intervenções nas áreas de saúde, segurança, educação, lazer e mobilidade urbana. Para 2018, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), deve
Redação
09 abr 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente
Publicidade do Site

O maior investimento foi na área de saúde, com destaque para a reforma e ampliação do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira.

Com investimentos contínuos na infraestrutura da Grande Ilha, o governo Flávio Dino tem melhorias significativas em São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar. São intervenções nas áreas de saúde, segurança, educação, lazer e mobilidade urbana. Para 2018, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), deve investir mais de R$ 180 milhões nas quatro cidades que compõem a região.

“Temos uma série de ações não só na Grande Ilha, como também em todo o Maranhão. Desde o começo do governo Flávio Dino temos um trabalho consistente para melhorar, gradativamente, a malha viária do Estado. Mesmo em momento de crise nacional, o Maranhão tem um conjunto de planejamentos e ações para continuar o desenvolvimento”, acrescenta o secretário da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Saúde

Já na saúde, o governo Flávio Dino investe mais de R$ 73 milhões em obras na região. O destaque da saúde fica com a ampliação do Hospital Carlos Macieira, o Hospital do Servidor, em São Luís. O novo hospital faz parte das medidas do Governo do Maranhão para reestruturar o modelo de atenção à saúde do servidor público estadual e atenderá cerca de 110 mil servidores. “A construção do Hospital do Servidor é de grande valia porque, afinal, é uma briga justa e de muitos anos. No prédio, vou fazer 20 anos trabalhando, sendo 15 como técnica. Acompanhei a luta para a construção desse hospital e esperamos que o atendimento melhore”, diz a enfermeira Ana Amélia.

Segurança

Na área da segurança, 19 obras estão em andamento ou já foram concluídas. Os investimentos readequam batalhões de polícia, postos policiais, setores administrativos, Funac, dentre outros espaços. Em São José de Ribamar, por exemplo, está em execução a implementação do 13º Batalhão de Polícia Militar. Na capital São Luís, está em conclusão a ampliação e complementação da torre de treinamento da Academia de Bombeiros Militar ‘Josué Montello’. “Esta torre servirá para inúmeras atividades, mas principalmente o salvamento em altura, porque quando vamos fazer atividades, geralmente, utilizamos um prédio abandonado, no retorno da Cohama. Um prédio antigo, com estrutura debilitada. Então, este novo local fornece uma estrutura mais adequada e segura, além de ter a casa da fumaça embaixo, que vamos utilizar como combate a incêndio em edificações com mais de um pavimento”, detalha o primeiro-tenente do Corpo de Bombeiros, Brício.

Educação

Para a área da educação, o governo Flávio Dino investe mais de R$ 28 milhões em obras. Em São Luís, a readequação do C.E Estefânia Rosa Silva possibilita nova estrutura para os mais de 700 alunos. A escola foi desativada em 2014 e para ser devolvida à comunidade escolar, precisou ser praticamente reconstruída. Toda a estrutura de telhado, piso, sistemas elétrico e hidráulico e algumas paredes precisaram ser refeitas. “Fui aluna dessa escola e hoje me sinto feliz em ver que após um longo tempo desvalorizada, ela está sendo vista pelo Governo como fonte de espaço para alunos. Ficamos felizes, pois tivemos uma evasão muito grande de alunos em função de estrutura precária. Com a perspectiva de melhoria, muitos vão voltar a frequentar o espaço que está ficando muito bonito e agradável”, comenta a professora Antonieta Lago.

Mobilidade Urbana

O Mais Asfalto é um programa contínuo do Governo Flávio Dino em parceria com as prefeituras que buscam melhorar a malha viária do Estado. Dividido em três partes, o Mais Asfalto requalifica vias urbanas, melhora rodovias e pavimenta estradas. Na Grande Ilha, o Governo investe no melhoramento de 42 quilômetros de vias urbanas. Umas delas é a avenida Tancredo Neves, que interliga São Luís a São José de Ribamar. A intervenção em andamento possibilita o acesso a serviços essenciais, como o de saúde.

“A situação estava feia, precária mesmo. Aqui é rota de ambulância e os pacientes tinham que enfrentar uma buraqueira para passar. Agora, está melhor, bem melhor. O Estado está investindo muito bem aqui na Cidade Operária. Firme e forte”, comenta o morador Igor Tchaikosvsky.

O Governo está trocando ainda toda a iluminação das MAs-201, 202, 203 e 204. Os serviços foram iniciados pela MA-201, próxima à Forquilha, e seguem o calendário de execução da Sinfra. Está em andamento, ainda, a construção do corredor de ligação entre a MA-201 com a Avenida Jerônimo de Albuquerque.

Lazer

Para garantir espaços públicos de qualidade na Grande Ilha, o governo Flávio Dino investe mais de R$ 19 milhões. O Mercado do Peixe, em São Luís, passa por readequação. O espaço que há mais de duas décadas não passava por reforma estruturante teve todo o teto trocado, os 64 boxes foram reformados, o piso foi refeito, além de reestruturação de banheiros, sala de gelo e caixa d’água.

Para acabar com a lama que ficava às margens do Mercado do Peixe, a Sinfra fez um entroncamento de pedra para barrar o avanço do lixo que se misturava ao mangue e atraía urubus. O entorno também deve ser urbanizado. Em Paço do Lumiar, o Governo entregou a readequação da Feira do Peixe, que fica às margens da MA-201, Estrada de Ribamar. A avenida 10 faz parte do entorno e foi melhorada pelo Programa Mais Asfalto. Há 27 anos, o feirante César Alves comercializa pescado e camarão na Feira do Peixe, de onde garante a renda mensal de casa. Alves relembra como era o lugar e se alegra ao ver o novo espaço.

“Aí era sujo, tinha muita sujeira mesmo. Por causa do mau cheiro, a comunidade já queria expulsar a gente do lugar. Não tinha condições de ser uma feira. Hoje em dia estamos vendo ali um lugar bacana para a gente”, comemorou Alves.

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM