Publicidade do Site

Médico acusado de esquema na saúde se enforca em Teresina

Foi encontrado morto, na noite desta quinta-feira (12), em um apartamento em Teresina, o médico Mariano de Castro e Silva. Ele era apontado pela Polícia Federal como o principal operador de um esquema que teria desviado R$ 18 milhões da Secretaria de Saúde do Maranhão. Tudo indica que o médico tenha se suicidado. Mariano de
Redação
13 abr 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

O médico cumpria prisão domiciliar há dois meses, foi encontrado sem vida em Teresina.

Foi encontrado morto, na noite desta quinta-feira (12), em um apartamento em Teresina, o médico Mariano de Castro e Silva. Ele era apontado pela Polícia Federal como o principal operador de um esquema que teria desviado R$ 18 milhões da Secretaria de Saúde do Maranhão. Tudo indica que o médico tenha se suicidado.

Mariano de Castro cumpria prisão domiciliar há dois meses. Ele teve movimentações financeiras atípicas que chamaram atenção do desembargador federal Ney Bello, da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Em despacho, ao negar liberdade ao então acusado, o magistrado estranhou um fato relacionado ao ex-assessor da Secretaria de Estado da Saúde (SES), apontado como um dos líderes do esquema. O desembargador federal achou estranho o fato de um servidor “do terceiro ou quarto escalão de uma Secretaria de Estado” ter movimentado somas tão altas de recursos públicos em contas bancárias de sua titularidade, ou sob seu controle.

Secretaria de Saúde lamenta a morte

Ainda na noite de ontem a Secretaria Estadual de Saúde do Maranhão enviou nota lamentando a morte do médico.

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lamenta a trágica perda do médico Mariano de Castro e Silva, e se solidariza aos familiares e amigos deste profissional.

A Secretaria lamenta, ainda, que o médico Mariano de Castro e Silva seja mais uma vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da nossa Constituição.

Neste momento delicado, a SES reforça seu papel de defesa irrestrita do sistema de justiça, no combate a todo e qualquer tipo de arbitrariedade.

A SES também repudia a postura adotada por alguns blogueiros maranhenses, que nesta hora de profunda dor, onde se exige o mínimo de humanidade e compaixão, produzem conteúdo sem o mínimo de ética e respeito.”

 

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM