teste
publicidade

Mulher que levou 18 facadas terá alta da UTI nos próximos dias

O Departamento de Feminicídio da Polícia Civil ouviu na manhã de quinta-feira(1º), a auxiliar de limpeza Girlene Araújo, que sobreviveu a 18 facadas desferidas por seu ex-marido na última sexta (23). A oitiva foi realizada na UTI do Hospital Municipal Doutor Clementino Moura, o Socorrão II, onde a maranhense segue internada, com quadro estável. Foi
Redação
02 mar 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente
Publicidade do Site

Sobrevivente de uma tentativa cruel de feminicídio, Girlene Araújo prestou depoimento ontem à Polícia, no Socorrão II; o quadro da auxiliar de limpeza é estável.

O Departamento de Feminicídio da Polícia Civil ouviu na manhã de quinta-feira(1º), a auxiliar de limpeza Girlene Araújo, que sobreviveu a 18 facadas desferidas por seu ex-marido na última sexta (23). A oitiva foi realizada na UTI do Hospital Municipal Doutor Clementino Moura, o Socorrão II, onde a maranhense segue internada, com quadro estável. Foi feito ontem, ainda o exame de corpo de delito pelo Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a Delegada Viviane Azambuja, Girlene informou que já havia sofrido agressões antes. “Ela contou que em 2013 ele agrediu ela com murros, e fora isso, havia perseguições”, revela. A auxiliar de limpeza já havia denunciado o agressor, nesta ocasião.

Ainda segundo a Delegada, Girlene está bem melhor, e deverá ter alta da UTI nos próximos dias. A Polícia segue investigando o paradeiro de Gutemberg Matos Bezerra, ex-marido da auxiliar de limpeza.

Entenda o caso

Na noite da última sexta-feira (23), Gutemberg Matos Bezerra, conhecido como Guto, tentou assassinar com requintes de crueldade a ex-esposa, Girlene Silva Araújo, desferindo 18 golpes de faca em todo o corpo da vítima, tentando ainda arrancar seusseios. O crime ocorreu no bairro do Maiobão, em Paço do Lumiar.

De acordo com informações da vizinhança, Girlene está separada de Gutemberg há cerca de dois anos, mas o homem não aceitava o fim do relacionamento. Ele invadiu a casa da ex-mulher e, em posse de uma faca enferrujada, desferiu os golpes, deixou a arma na cena do crime e fugiu em uma motocicleta.

A Polícia Civil, por meio do Disque Denúncia divulgou um cartaz com a foto do suspeito na tentativa de pedir a colaboração da população. As informações podem ser dadas pelos telefones: (98) 3223-5800 ou 0300 313 5800. Informações também podem ser enviadas pelo WhatsApp de número (98) 99224-8660. A polícia garante o anonimato da denúncia.

Violência contra a mulher é crime. Denuncie!

 

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM