teste
publicidade

“O Maranhão é uma nova fronteira”, afirmam empresários

Representantes da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), do Sindicato Rural (Sinrural) do município e empresários de Mato Grosso do Sul estiveram no Palácio dos Leões nesta quinta-feira (10) para audiência com o governador Flávio Dino e secretários de Estado. Na ocasião, foi confirmado um novo empreendimento, fruto da política de atração e aproximação
Redação
11 maio 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente
Publicidade do Site

Reunião com os presidentes da Associação Comercial e Industrial e do Sinrural de Imperatriz. (Foto: Gilson Teixeira)

Representantes da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), do Sindicato Rural (Sinrural) do município e empresários de Mato Grosso do Sul estiveram no Palácio dos Leões nesta quinta-feira (10) para audiência com o governador Flávio Dino e secretários de Estado. Na ocasião, foi confirmado um novo empreendimento, fruto da política de atração e aproximação promovida pelo governo.

Para o empresário João Paulo Medeiros Pioto, diretor da empresa que irá instalar uma fábrica de rações no Distrito Industrial de Imperatriz, a abertura do Estado para o diálogo com os empresários traz segurança aos investidores, mais um atrativo do Maranhão.

“Esse acesso que a gente tem com secretários, com o governo, facilita muito. E isso facilita a parceria, oferece segurança para investir no Estado, sabemos que tudo será mais célere e que podemos investir”, comentou.

Sobre o empreendimento, o empresário explicou que a fábrica está em fase de projetos e que toda uma cadeia poderá ser movimentada com o início da operação: “O investimento inicial gira em torno de R$ 3 a 4 milhões para instalação e teremos uma rede para exportação do nosso produto, o que movimenta outros negócios também”.

Ele também falou das vantagens competitivas de investir no Maranhão: “Há muito gado entre o Tocantins, Pará e Maranhão. Além disso, o Porto do Itaqui é muito mais perto do que o Porto de Santos, o que barateia nossos custos e inicialmente nos permite exportar para nove países, e podemos chegar até 20”, completou.

O presidente da ACII, Guilherme Maia, também falou da parceria do Governo com as Associações de Classe, que criam as oportunidades de negócios no estado.

“A gente sempre está preocupado não só em exigir coisas do Governo, mas também colaborar com o Maranhão, e por isso trouxemos aqui esse empresário, demonstramos toda a infraestrutura do Porto do Itaqui, do Estado; e o trouxemos até o governador para mostrar o tamanho do empreendimento que contribuirá para o desenvolvimento do agronegócio local”, afirmou Maia.

Armelindo Ferrai, presidente do Sinrural destacou o bom momento vivido pelo agronegócio no Estado: “É fantástica, não só para o Sindicato Rural, essa abertura que o governo dá para as entidades; e para nós que representamos o agronegócio, é fundamental a união, para termos o crescimento que o Maranhão merece”.

“Nós achamos que o Maranhão é a nova fronteira da produção agrícola no país”, completou.

Os jovens empresários de Imperatriz também foram representados na reunião. Para Lauro Cesar, presidente da Comissão de Jovens Empresários da ACII, um novo negócio e o atual cenário local estão motivando a classe na Região Tocantina.

“Estamos muito otimistas, principalmente pelo apoio que o Governo tem dado e isso tem trazido segurança. Estamos buscando o fortalecimento interno com mais capacitação”, comentou.

Crescimento

Em meio à maior crise da história do Brasil, o Maranhão conseguiu ser destaque. O Estado teve o maior crescimento econômico em 2017, de acordo com relatório feito pelo Itaú Unibanco publicado pelo jornal Folha de S.Paulo. Entre as razões, estiveram a manutenção dos investimentos públicos e o crescimento do agronegócio alavancado por incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado.

O PIB (Produto Interno Bruto) mede a soma das riquezas produzidas no Estado. Seus dados são medidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ligado ao Governo Federal.

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM