Publicidade do Site

Reforma da Rua Grande tem início nesta segunda-feira (09)

Começam nesta segunda-feira (09), as obras do Projeto de Requalificação Urbana da Rua Grande. A reforma é orçada em R$ 31 milhões, em recursos do Iphan, através do PAC Cidades Históricas. Segundo a Câmara de Dirigentes e Lojistas de São Luís (CDL), são 16 lojas afetadas na primeira fase da obra, localizadas no quarteirão da
Redação
09 abr 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

O trecho sofrerá mudanças que trarão ganhos tanto para o aspecto visual, quanto para a utilidade prática do espaço. As obras acontecerão por quarteirões.

Começam nesta segunda-feira (09), as obras do Projeto de Requalificação Urbana da Rua Grande. A reforma é orçada em R$ 31 milhões, em recursos do Iphan, através do PAC Cidades Históricas. Segundo a Câmara de Dirigentes e Lojistas de São Luís (CDL), são 16 lojas afetadas na primeira fase da obra, localizadas no quarteirão da via.

O trecho sofrerá mudanças que trarão ganhos tanto para o aspecto visual, quanto para a utilidade prática do espaço. Será feita a recomposição de toda a rede de infraestrutura da rua, a exemplo de esgotamento sanitário, drenagem de água pluvial, embutimento de toda a rede elétrica e telefônica, bem como outras infraestruturas.

Pac Cidades Históricas

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) informa que, em função de sua importância para o comércio, das referências históricas e, principalmente, pela sustentabilidade que as atividades econômicas e de geração de emprego e renda trazem para a cidade e para o Centro Histórico, a Rua Grande foi inserida no PAC Cidades Históricas, como a obra de maior relevância e de impactos positivos para a população de São Luís.

A obra engloba a requalificação urbana da Rua Grande, no trecho entre o Largo do Carmo e Parque Urbano Santos, incluindo as praças Deodoro e Pantheon e as Alamedas Silva Maia e Gomes de Castro. Durante vistoria realizada nas obras em fevereiro, o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, destacou que o processo de obras na Rua Grande deve acontecer em etapas, evitando assim que todas as lojas sejam prejudicadas de uma vez só nesse processo.

“Queremos entregar toda a obra até o final do ano, mas, como toda obra deve criar alguns transtornos, ao chegar à Rua Grande, a obra irá acontecer por quadras, e a gente vai procurar criar menos transtornos possíveis. Assim que se for fechando uma quadra, vai se abrindo outra e as pessoas poderão continuar indo ao comércio local”, informa.

 

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM