Publicidade do Site
Publicidade do Site

São João de Todos terá Fagner, Alceu Valença e vários outros artistas

O São João de Todos 2018 já tem grandes nomes confirmados para se apresentar em São Luís e Imperatriz a partir do dia 15 de junho. São artistas como Flávio José, Fagner, Flávia Bittencourt, Alceu Valença, Pinduca e Lairton e Seus Teclados. Na capital, a festa organizada pelo Governo do Maranhão vai de 15 de
Redação
04 jun 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

Alceu Valença será uma das atrações do São João de Todos. (Foto: Divulgação)

O São João de Todos 2018 já tem grandes nomes confirmados para se apresentar em São Luís e Imperatriz a partir do dia 15 de junho. São artistas como Flávio José, Fagner, Flávia Bittencourt, Alceu Valença, Pinduca e Lairton e Seus Teclados.

Na capital, a festa organizada pelo Governo do Maranhão vai de 15 de junho a 1º de julho. Em Imperatriz, o São João de Todos chega pela primeira vez com uma semana inteira de programação, entre 23 e 30 de junho.

Várias datas já estão definidas. Alceu Valença, Flávia Bittencourt e Nando Cordel se apresentam no dia 16 de junho, na capital. No dia 28 de junho, é a vez de Fagner, também em São Luís. Todos esses shows serão no Arraial da Maria Aragão.

O Arraial do Ipem terá Agnaldo Timóteo no dia 28 de junho. Flávio José vai ser apresentar no dia 1º de julho.

No Arraial da Vila Palmeira, a atração do dia 1º de julho é Lairton e Seus Teclados. Antes disso, o show passa pela cidade de Imperatriz, no dia 26 de julho.

A cidade da Região Tocantina também terá mostra de quadrilhas, uma das principais atrações da festa.

Expansão

O Governo do Estado já vinha apoiando o São João de Imperatriz e dezenas de cidades do interior maranhense por meio de parcerias e investimentos. Mas desta vez o município vai receber uma festa muito maior e mais completa, assim como na capital.

“Para gente, é uma vitória para a cultura e um avanço inovador. E principalmente uma comprovação que de fato é um Governo de Todos e para todos”, comemora Neto de Azile, presidente do Conselho Estadual de Cultura.

“Quando a gente expande as ações e respeita o diálogo cultural com os fazedores de culturas mais distantes, começamos então a construir o São João como fomento à diversidade cultural”, completa.

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM