Publicidade do Site

Tenente-coronel que matou namorado da filha responderá por homicídio doloso

Walber Pestana, tenente-coronel da PM- que confessou ter assassinado o empresário Davi Bugarin irá responder por homicídio doloso, quando há a intenção de matar. Ele teria matado o empresário na noite do dia 15 de fevereiro, em São Luís para defender a filha, Ingrid Raiane Silva, que estaria sendo agredida. Segundo a polícia, ainda faltam
Redação
06 mar 2018
Compartilhe
WhatsApp WhatsApp WhatsApp
Comente

Segundo a polícia, ainda faltam os laudos da perícia técnica no local e das imagens de câmeras.

Walber Pestana, tenente-coronel da PM- que confessou ter assassinado o empresário Davi Bugarin irá responder por homicídio doloso, quando há a intenção de matar. Ele teria matado o empresário na noite do dia 15 de fevereiro, em São Luís para defender a filha, Ingrid Raiane Silva, que estaria sendo agredida.

Segundo a polícia, ainda faltam dez dias para concluir o inquérito do caso, sendo que ainda faltam os laudos da perícia técnica no local e das imagens de câmeras que mostram a movimentação ao redor da cena do crime.

“Desde o início o caso é e será tratado como homicídio doloso, até o final do inquérito policial. Em relação ao culposo, que seria totalmente inversa do que aconteceu, no homicídio doloso a pena é bem maior”, contou o delegado responsável pelo caso, Lúcio Reis.

A polícia informou ainda que Pestana não foi preso e vai responder o processo em liberdade porque ele se apresentou voluntariamente e colaborou com as investigações. No entanto, para o delegado Lúcio Reis, o coronel pode ser chamado novamente para prestar depoimento na delegacia de homicídios.

“Possivelmente a gente pode reinquirir o coronel Walber com base no resultado dos laudos que saíram recentemente. Só ficaram alguns pontos a esclarecer, como divergência no número de disparos que ele (coronel) alegou que deu três, quando na verdade a perícia só encontrou um disparo no corpo da vítima e um na parede, por ora. Vamos aguardar os outros laudos para poder chamá-lo para reinquirição”, afirmou o delegado.

 

Deixe o seu comentário!

Rádio Mais FM